• Jaqueline Ott Silva

Enviar preço por inbox: segundo a Lei, é ilegal!



Quem nunca viu “...te passamos o preço por inbox” que atire a primeira pedra! Resposta comum no Instagram. Mas, você gostando ou não, essa prática, segundo o Procon, é ilegal. Está no Código de Defesa do Consumidor: Artigo 6 – Decreto 7.962/2013 Artigo 2. Resumindo: nenhuma empresa pode esconder ou dificultar a visualização de preços para o consumidor. Quem descumprir pode ter penalidades, como multa.


Acredite ou não, a maioria dos consumidores não gosta nenhum pouco quando a resposta da empresa é esta! Fizemos uma pesquisa no Instagram da Fino Traço e perguntamos o que nossos seguidores pensam sobre “preço inbox”, com as opções:


- Perco interesse na hora

- Não me importo

90% das pessoas marcaram “Perco interesse na hora”. Então, além de ser ilegal, insistir nesta resposta também desagrada o cliente, que não se interessa mais pela compra.


Alguns especialistas são sugestões de qual seria a maneira correta de expor um produto nas redes sociais:


· Características essenciais;

· Preço;

· Formas de pagamento;

· Prazo para entrega do produto ou prestação de determinado serviço.


Exceções


Para todas as regras existem as exceções. Caso o produto ou serviço depender de orçamento, o preço não necessita estar exposto, mas é preciso deixar claro na postagem que há variação de valor. Igualmente, há profissões reguladas por conselhos profissionais que não aceitam a indicação de preços em sites e redes sociais.


Por isso, cada caso deve ser avaliado individualmente.


Contudo, ainda há grande discussão (muita polêmica mesmo) sobre esse assunto, pois, “pedir o preço inbox” até então é visto como estratégia de marketing por vários especialistas. Porém, não podemos dificultar o “consumo” de informação dos nossos clientes em relação aos nossos produtos. Nós temos que facilitar a compra, abrir caminho e não fechá-lo.

Concluindo, esta prática afeta a confiabilidade do cliente em relação a empresa e o pior, é ilegal. Mas, vamos pensar nos pontos positivos de expor o preço: gera a sensação de transparência da empresa com o consumidor e também, as chances de perder uma venda diminuem.

Conta para nós, o que você acha disso? Concorda?

Queremos saber sua opinião.

Fontes:


https://ecommercedesucesso.com.br/preco-inbox-proibido

https://robertadorneles.jusbrasil.com.br/artigos/917866203/preco-inbox-5-razoes-para-nao-adotar-esta-pratica


Foto: freepik